Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



AFPG já marcou AG

por ., em 30.06.09

A Associação de Futebol Popular de Guimarães já marcou uma Assembleia Geral para dia 17 de Julho de 2009, pelas 20.30 horas a ser organizada em Covas actual sede da Associação.

 

Na ordem dos trabalhos estão apresentação de conta relativo á época que termina, bem como apresentação de inúmeras alterações, de forma que o Futebol Popular consiga evoluir.

 

Para o começo desta época Arlindo Costa proibiu ao Infias a utilização do seu minúsculo recinto de jogo, o que pensamos que foi uma atitude bastante positiva para a melhoria do Futebol, devido aquele recinto de jogo ser propício a muitas lesões.

 

Outra resolução que Arlindo Costa tomou foi que a entrada de novos clubes só pode acontecer se esses clubes apresentarem direcções em conformidade e estatuiu terminar com casos como o Praça clube com origem na Praça de Santiago e que deu uma imagem de clube de Café e nunca de um clube de futebol,  as últimas jornadas demonstravam falta de organização.

 

O importante é esta direcção de gente capaz e com alguma experiencia de Futebol Popular, está preocupada com o Futebol Popular e por isso com todo o cuidado está a tentar fazer melhorias significativas, para que cada vez mais os Campeonatos e jogos sejam mais competitivos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:37

Jantar de Gala encerrou época 2008-2009

por ., em 30.06.09

Encerrou este sábado a época Desportiva 2008-2009 do Futebol Popular Vimaranense, com o Jantar de Gala presenteado pela AFPG aos responsáveis dos clubes participantes nas provas organizadas por este órgão Associativo, também é usual a presença dos Presidentes das outras Associações Desportivas, para representar a Câmara Municipal de Guimarães esteve Amadeu Portilha, ainda que António Magalhães passa-se pelo evento de fugida, antigo Presidente da AFPG João Araújo esteve presente no evento, o Presidente da Federação de Futebol Popular do Norte teve oportunidade de rever velhos amigos que deixou no Futebol Popular de Guimarães, foram muitos anos no dirigismo desta Associação.

 

 

Chegado o momento mais alto da noite, a palavra pertencia a Arlindo Costa Presidente da Associação de Futebol Popular de Guimarães, que começou por agradecer a presença de todos os clubes, representante da Câmara e presidentes Associativos por fazerem parte daquele evento, uma palavra de agradecimento ao Dr. Avelino Marques representante jurídico da AFPG, de seguida nas suas declarações  o Presidente foi seguro na forma como encara o Futuro da AFPG passando por dizer que com algum optimismo, entrada de novas equipas já é uma realidade e por isso, um pedido á Câmara Municipal para aumentar a subsidiação que neste momento ronda os 26.000.00 euros, neste momento a direcção liderada por Arlindo Costa, já está a trabalhar nesta época que se aproxima, esta direcção está preocupada na melhoria dos regulamentos, bem como todo processo organizativo, calendários de jogos, regulamentos das provas entre outros assuntos de forma a melhorar o Desporto Amador.

 

Terminada as declarações de Arlindo Costa, Amadeu Portilha tinha o dom da palavra, no seu discurso começou por dizer, que não é fácil ser dirigente de Futebol nos tempos que correm, sobretudo de clubes em que toda gente trabalha sem qualquer tipo de lucro, quanto ao aumento da verba para esta nova época Desportiva Amadeu Portilha iniciou por dizer que são difíceis os tempos que correm e que Guimarães é uma cidade Especial e diferente das outras devido ao numero elevado de clubes e Associações,   acabou por falar e realçar os sucessos das equipas Vimaranenses, as equipas de Voleibol, Basquete e Andebol que jogam em ligas ao mais alto nível, mas que a proposta para o aumento do valor facultado aos clubes, iria ser apresentada ao Presidente da Câmara Municipal de Guimarães falando António Magalhães.

 

Associação de Futebol Popular de Guimarães com um gesto simpático ao homenagear Custodio Lobo jogador dos Unidos do Cano, este jogador que iniciou a sua actividade Desportiva no Futebol Popular desde do início desta Associação e sempre ao serviço do clube Canense.

 

Na entrega de prémios nota negativa para aqueles clubes que não compareceram para entrega de Prémios, falta de ética Desportiva de quem lidera os clubes em questão, nisso ainda existe dirigentes de Futebol que não sabem quais os seus deveres enquanto se ocupa um lugar como presidente de um clube de Futebol.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:12

Jantar de Gala dos Clubes

por ., em 26.06.09

Vai se realizar este próximo sábado á noite no RESTAURANTE PINGUIM o Jantar de Gala, como vem a ser hábito este ano não foge á regra a realização do jantar de Gala organizado pela AFPG, este evento serve para entregar os prémios da época 2008-2009 as equipas participantes nos Campeonatos de Futebol Popular.

 

As equipas que mais destaque tiveram nesta época Desportiva:

 

CAMPEÃO 2008/2009

APURADO À TAÇA DOS CAMPEÕES 09/10

Associação Juvenil de Nespereira

 

VENCEDOR DA TAÇA CIDADE BERÇO

 

VENCEDOR DA SUPERTAÇA

APURADO À TAÇA DAS TAÇAS 09/10

Grupo Desportivo "Os Unidos do Cano"

 

APURADOS À TAÇA FEDERAÇÃO 09/10

Centro Cultural e Recreativo de Montesinhos
Grupo Desportivo São Cristóvão
Clube Desportivo de Abação
Centro Cultural e Recreativo Raul Brandão de Infias

 

  DESCIDAS À 2ª DIVISÃO

Grupo Desportivo das Infantas
Grupo Desportivo de Gémeos
Grupo Recreativo e Cultural de Aldão

 

SUBIRAM À 1ª DIVISÃO

Atães Futebol Clube
Grupo Desportivo Panteras de Matamá
Grupo Desportivo "Os Unidos do Cano"

 

VENCEDOR TAÇA DISCIPLINA 1ª DIVISÃO

Centro Cultural e Recreativo de Montesinhos

 

VENCEDOR TAÇA DISCIPLINA 2ª DIVISÃO

Grupo Desportivo Águias de São Romão

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:43

Michael Jackson morreu

por ., em 26.06.09
Músico sofreu paragem cardíaca
 
 
 
O "rei da pop" morreu ontem, aos 50 anos
 
Michael Jackson, o “Rei da Pop”, morreu aos 50 anos, vítima de uma paragem cardíaca. Ao início da tarde de ontem (horário da Califórnia) os serviços de emergência médica foram chamados à sua residência para socorrer o cantor, aparentemente em paragem respiratória — poucas horas mais tarde, já a partir do hospital universitário UCLA, para onde foi transportado, surgia a confirmação da morte.

Aparentemente, o músico terá sofrido um colapso em casa. Foi socorrido por uma equipa de paramédicos, que o encontraram sem pulso e não lograram reanimá-lo. Segundo as autoridades, chegou ao hospital em estado de coma profundo e foi pronunciado morto. Desconhece-se qual seria o seu estado de saúde antes do episódio fatal. Uma autópsia foi já marcada e deverá ocorrer ainda na sexta-feira.

A música de Michael Jackson marcou de forma indelével os anos 80 e influenciou toda uma geração de músicos. O seu álbum “Thriller”, lançado em 1982, é um ícone da música pop e continua a ser o disco mais vendido da história da música. E os vídeos que acompanharam os seus sucessos transformaram a indústria, abrindo a porta ao sucesso dos canais televisivos musicais como a MTV.

A carreira de Michael começou precocemente, acompanhando os seus irmãos no bem sucedido grupo “Jackson 5” logo aos cinco anos de idade. A sua canção “I want you back” está entre as melhores melodias da pop. Aos treze anos, e enquanto ainda actuava com os irmãos, iniciou a carreira a solo.
Depois de se rebelar contra a Motown, aos 17 anos, Michael enveredou para um som disco. Era a transição para a idade adulta e para a independência — com Quincy Jones como produtor, “Don’t Stop ‘Til You Get Enough” projectou Jackson para o topo das tabelas.

Com “Thriller” — o disco mais vendido da tabela americana durante 37 semanas consecutivas — e “Bad” tornou-se o músico mais famoso do mundo.

Michael Jackson foi por duas vezes reconhecido no “Rock’n Roll Hall of Fame” e venceu 13 Grammys. O seu trabalho humanitário — foi o responsável pelo “single” de ajuda a África “We Are the World” — foi reconhecido pelo Presidente Ronald Reagan.

Tão espectacular como o seu fulgurante sucesso foi o seu colapso: há doze anos que Jackson se mantinha afastado dos palcos.

A sua vida quotidiana, misteriosa e excêntrica, foi motivo de especulação durante décadas — alegadamente, Jackson dormia numa câmara de oxigénio, tratava o chimpanzee Bubbles como seu filho e queria transformar o seu rosto numa cópia do de Diana Ross, que idolatrava. O músico morava em reclusão num rancho chamado “Neverland”, uma propriedade de dez quilómetros quadrados que mais parecia um parque de diversões — e que esteve recentemente em hasta pública.

A sexualidade de Jackson também sempre foi motivo de especulação. O músico casou por duas vezes: a primeira das quais com Lisa Marie Presley, a filha de Elvis, o “Rei do Rock n’ Roll”, e depois com a sua enfermeira Deborah Rowe, mãe dos seus dois filhos mais velhos. A identidade da mãe do seu terceiro filho não é conhecida.

Os filhos, sempre escondidos das objectivas dos paparazzi por densos véus de cores escuras têm 12, 11 e seis anos e nomes bizarros: Prince Michael Joseph Jackson Jr, Paris Michael Katherine Jackson e Prince Blanket Michael Jackson II.

Michael Jackson admitiu publicamente ter-se submetido a várias cirurgias plásticas e ter lutado contra dependências de comprimidos e estupefacientes. Um controverso documentário realizado pela britânica Granada Television, em 2003, deixava implícitos vários casos de abuso sexual de meninos que Jackson acolhia no seu rancho e dormiam na sua cama.

Um desses casos chegou a tribunal: em 2005, Michael Jackson foi acusado de abusar de um menino de 13 anos e julgado pelo crime de pedofilia num mediático processo, no qual terminou absolvido. Depois disso, o cantor retirou-se dos Estados Unidos e foi viver para o Bahrain. Passou tempo na Irlanda e França e no passado mês de Maio, regressou a Los Angeles.

Jackson procurava agora reavivar a sua carreira com uma série de 50 concertos na O2 Arena de Londres, cujos bilhetes esgotaram poucas horas depois de serem postos à venda. De acordo com a imprensa norte-americana, esses ecpectáculos seriam uma espécie de pontapé de saída para uma tournée mundial de três anos e um novo álbum de originais. Além disso, Jackson tinha planos para transformar o seu mítico “Thriller” numa espécie de musical para casino, a apresentar em La Vegas e Macau.

A notícia da sua morte foi recebida com choque e consternação nos Estados Unidos — e em particular pela comunidade afro-americana que via Jackson como um emblema da cultura negra nos Estados Unidos. Minutos depois da confirmação da notícia, o reverendo Al Sharpton classificava Michael Jackson como um ícone mundial, e elogiava o seu génio musical e talento artístico, a sua generosidade e humanitarismo. “O mundo nunca deixará de escutar Michael Jackson”, declarou.

O lendário produtor Quincy Jones divulgou um comunicado lamentando a perda de Michael Jackson. “Michael tinha tudo: talento, graça, profissionalismo e dedicação. Hoje perdi o meu irmãozinho; parte da minha alma morreu com ele”.

Os fãs do artista começaram imediatamente a reunir-se nas imediações do centro médico da UCLA (onde estavam reunidos os seus irmãos) e da casa em Holmby Hills que o músico alugara recentemente, obrigando a polícia a intervir para garantir a circulação automóvel. Em Nova Iorque, Times Square tornou-se o centro das homenagens.

Muitas rádios americanas começaram a passar exclusivamente a música de Michael Jackson. A MTV recuperou os seus “telediscos” numa emissão especial. No YouTube, os vídeos de Jackson passaram a ser os mais procurados.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:15

AFPG não tratou da melhor forma caso Nespereira...

por ., em 25.06.09

Conselho de Disciplina da AFPG não tratou da melhor forma caso Nespereira, a falta de comparência do Nespereira podia ter sido acautelada, caso o conselho de Disciplina apreciasse melhor os factos, neste caso bastava abrir um inquérito para averiguações e após uma análise mais prudente, decidia quais as multas aplicar á equipa de Nespereira, mas nunca antes do final da época, visto que o Nespereira ainda estava em prova, assim tinha-se evitado a falta de comparência desta equipa nas restantes provas em que estava inserida, a precipitação deste conselho e a brevidade na decisão levou este clube ficar indignado.

Foi notória a falta de respeito do clube Nespereira pela Associação em que está inserido, bem como pelos órgãos associativos que se apresentaram na final para entrega de prémios, ao terminar uma final derrotados tiveram um acto de fúria com o trio de arbitragem, que teve os seus próprios erros de um ser humano que o é, mas erros fúteis que nunca colocaram em causa o resultado. Agora isto é Futebol Amador dirigido por gente apaixonada que não lucra nada a nível financeiro com este tipo de instituições, dirigentes, treinadores, massagistas e árbitros, fazem isto pela paixão do Futebol, agora imaginem as meias – finais das liga dos Campeões em que o Chelsea foi autenticamente chacinado pela equipa de arbitragem, se os jogadores do Chelsea e adeptos tivessem este tipo de atitudes anti-desportivas, e ai jogam-se milhões de euros ou libras, a equipa apurada para a final só por isso ganhava uma pipa de massa, viu-se indignação mas nunca violência, o futebol é paixão, amor mas também nem sempre é justo, mas quem se insere neste tipo de modalidade tem de saber viver com isso, caso isso não aconteça algo está mal, e para isso existe outro tipo de modalidades onde juízo do arbitro é sempre correcto, tipo ténis ou golf.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:02

HÉLDER SILVA DÁ SUA OPINIÃO

por ., em 24.06.09

Venho também dar a minha opinião sobre este tão falado caso.
 
Assisti ao jogo da final da Taça cidade berço, como mero adepto do popular, pois nutro simpatia por outro clube, que não vale a pena salientar.
É verdade que no final passaram-se cenas lamentaveis, principalmente dos adeptos dos nespereira, mas em relação aos jogadores, já assisti em muitas outras situações cenas bem mais graves, que não tiveram a sanção de estas.
 
achei muito estranho os castigos sairam tão rapidos, e tão severos. Alguns jogadores  deveriam apanhar alguns jogos de castigo, mas nunca 1 ano!!!
 
Pelo o que tenho analisado, o nespereira apenas reclamou a suspensao dos castigos (como dizem os regulementos). E não do resultado do jogo em si.
 
Em parte compreendo a decisão de estes não terem comparecido à supertaça, pois a associaçao deveria ter suspendido de imediato os castigo, apos o nespereira ter metido o recurso.
 
saudaçoes.
 
helder silva

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:16

LEITOR JORGE COSTA

por ., em 24.06.09

É com tristeza que assistimos a lamentável atitude do Nespereira

em não comparecer a Final da Super Taça Zé Manuel.

Falar agora em Regulamento de Estatutos, é não saber aceitar perder e ser castigado pelos erros que cometeram.

Em duas épocas seguidas esses mesmos Regulamento de Estatutos foram alterados 2 vezes para benefício do Nespereira.

Questionar a legitimidade de alguns membros e órgão da AFPG, que não ajudem o Nespereira nos seus erros

é falta de carácter desportivo, pois quem conhece o Sr. Eduardo e Sr.Filipe, sabem que não são pessoas de se vender.

Agora o que todos conhecem é a forte amizade entre o presidente do Nespereira e o presidente da Associação (Sr. Costa)

quando este senhor ganhou as eleições, quem estava presente pode presenciar que quase saiu em ombros, levantado pelo presidente

do Nespereira, e legitimidade ao presidente da Associação todos sabem que tem pouca.

O Futebol Popular precisa de mudar as caras, pois são sempre os mesmos em muitos anos, há muita coisa viciada...

Uma das pessoas que tentou essa mudança é o sr. Filipe, mas em nada se identifica com o presidente da associação

e não me admira nada que no final desta época, acabe por se auto-excluir.

Agora dizer que o Nespereira quer verdade desportiva, e os outros clubes não querem isso a muito mais tempo...

Mas para tudo isto é preciso ter "lata" ou melhor "latão", porque as coisas como têm sido feitas é visível aos olhos de todos.

E os Campeões de agora, já não são como os de antigamente.


Jorge Costa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:40

NESPEREIRA QUER VERDADE DESPORTIVA

por ., em 23.06.09

 

 

 

1.     A AJN tem como objectivo lutar por todas as competições em que está inserido. Tem como objectivo marcar presença em todas as finais e consequentemente vencer essas mesmas finais. Mas infelizmente fomos impedidos de marcar presença nestas 2 finais e de lutar pela vitória.

 

2.     A AJN foi obrigada a jogar uma final (Final da Taça Cidade-Berço) sobre a qual existe um protesto referente a meia-final “Cano-Abação. O Abação apresentou um protesto dentro do prazo legal. Deste modo, a final nunca deveria ter sido realizada.

 

3.     No final do jogo, da Final da Taça Cidade-Berço, entraram adeptos em campo, e esses é que foram tirar satisfações com a equipa de arbitragem.

 

4.     O relatório do jogo, que deveria ter sido elaborado, apenas pelos elementos da equipa de arbitragem, foi também elaborado pelos responsáveis do Conselho de Arbitragem, Sr. Eduardo e do Conselho de Disciplina, Sr.Filipe.

 

5.     No final do jogo, o Sr. Eduardo, deu instruções ao arbitro da partida, Sr. Batista, para não entregar o relatório ao Sr.Costa, dizendo que “ele não é de confiança”

 

6.     O Sr. Filipe deu indicações, daquilo que este tinha de escrever no relatório, para assim dar castigos pesados à AJN.

 

7.     Várias pessoas, já se disponibilizaram para testemunhar essa vergonha. Pois um elemento da equipa da arbitragem, um dos árbitros auxiliares, que por acaso é filho do Sr.Batista, foi vangloriar-se disto tudo, para o “centro da cidade”, logo na 2ªfeira dizendo o seguinte, “o nespereira está fodido, o meu pai não os grama”. Nesse mesmo local, acedeu à internet e identificou de imediato, para as várias pessoas presentes, quem eram os jogadores e directores castigados e disse ”estes 1 ano não escapam, mas o Costa não sabe de nada e o Eduardo deu instruções ao meu pai para não lhe entregar o relatório, nem lhe dizer nada, porque ele não era de confiança”.

 

8.     Este senhor, filho do arbitro, após a AFPG ter comunicado os castigos, disse também para quem quis ouvir, que 2 jogadores foram mencionados no relatório, por insultos ao 4ºarbitro, Sr.Araujo que não foram castigados, por esquecimento, devido à rapidez do processo, iriam ser castigados com 2 / 3 jogos posteriormente.

 

9.     A AJN ao saber deste ultima ponto, fez saber à AFPG tudo isto.

 

10.   Por falar no Sr.Araujo, arbitro que apitou a meia-final da competição, Montesinhos-AJN, jogo de deu muito que falar e onde a AJN saiu com mais uma quantidade de castigos e multas pesadas. E após o Sr.Eduardo ter dito na associação para quem quis ouvir, que um árbitro que apitasse uma meia-final, não apitaria a final. Mas por mais incrível que pareça, o Sr.Araujo fazia parte da equipa de arbitragem. Mesmo sendo como 4º árbitro, poderia ter que substituir o seu chefe de equipa a qualquer momento.

 

11.   No domingo de manha, no dia a seguir ao jogo, um Presidente de um clube da popular, já sabia que a AJN iria ter vários jogadores e vários directores com 1 ano de castigo. Informação que lhe foi comunicada pelo o arbitro.

 

12.   Todas estas informações chegaram à Direcção da AJN, por pessoas que não estão ligadas ao nosso clube, mas sim ligadas ao futebol popular, por outras equipas, que dizem “isto é uma

vergonha, podem contar connosco no que for preciso”.

 

13.   Essas mesmas pessoas já se pronunciaram sobre a barbaridade do ofício do castigo imposto à AJN.

 

14.   A AJN não protestou o jogo, nem o relatório do mesmo. Recorreu com base nos regulamentos da FPF, pelos quais a AFPG se rege nas suas competições, e recebeu por email um esclarecimento de um jurídico da FPF:

 

Nos regulamentos da FPF o recurso tem efeito suspensivo quando se trata de decisão que põe em causa a continuidade de um clube em prova.

 

 

15.   A AJN, seguiu os Regulamentos da FPF e pediu a suspensão imediata de todos os castigos e a instauração de inquéritos para se apurar a verdade, visto que estes 2 jogos são finais, são provas a eliminar.

 

Regulamento de Estatutos da FPF

SECÇÃO SEGUNDA

COMPETÊNCIA

Artigo Quadragésimo Sétimo

Ponto DOIS - O recurso de anulação tem efeito suspensivo quando da decisão depende o prosseguimento de um clube em prova a eliminar, a sua qualificação para uma prova de competência ou a sua manutenção em prova que se encontre a disputar.

 

 

16.   A AJN foi informada por telefone na 6ªfeira, pelas 21h45, que a AFPG iria abrir os inquéritos, mas não suspender os castigos.

 

17.   A AJN não pode pactuar com estas ilegalidades, informou a AFPG que não tinha condições para participar em qualquer prova até que a verdade seja apurada.

 

18.   Todos os ofícios da AJN foram escritos e entregues nas devidas condições.

 

19.   Informamos a direcção do Montesinhos na 4ªfeira do nosso recurso e na 6ªfeira que não iríamos marcar presença na final.

 

20.    Aos U.Cano lamentamos o sucedido, e felicitamos pelo o grande jogo na Final da Taça Cidade-Berço, mas que neste caso nada podíamos fazer.

 

21.   A AJN, depois de tudo isto e de outros casos ainda pendentes na AFPG, que passamos a citar:

·         Caso “Torres”, o jogo foi em Dezembro de 2008 (por resolver)

·         Caso “agressões da claque da Valinha à carrinha da AJN”, no final do jogo “Valinha-AJN” (por resolver)

·         Caso “Chano”, onde a AFPG nunca esclareceu os sócios (restantes clubes), para defender o bom nome da AJN (neste caso, o Sr.Filipe resolveu a horas, estranho !!!)

·         Caso “Valinha-Matamá para a Taça Cidade-Berço”, a Valinha com campo interdito jogou em Polvoreira, freguesia a qual pertence.

(Regulamento da AFPG: 3.4 Os jogos dos clubes cujos campos se encontrem interditos por motivos disciplinares efectuar-se-ão em campo neutro, cabendo a AFPG a indicação do local e hora, nunca sendo a uma distância inferior a 10 km, sendo as custas a cargo de equipa castigada.)

·         Caso “Cano-Abação”, jogo da meia-final da Taça Cidade-Berço, que foi interrompido devido às agressões entre elementos das 2 equipas, mas que estranhamente ninguém viu, onde estavam equipa de arbitragem e delegado?

·         Caso “Cano-Abação”, Abação apresentou protesto da meia-final, mas realizou-se a final.

·         Caso “alteração do local da taça João da Silva Fernandes”, marcada inicialmente para Abação e que foi transferida para Aldão. (a AFPG teria medo de alguma coisa?)

 

22.   Por tudo isto questionamo-nos sobre a legitimidade da continuação de alguns membros e órgão da AFPG.

 

23.   Devido a todos estes pontos anteriores, a AJN entende que está final, nunca se deveria ter disputado. A AJN informou a AFPG, Cano e Montesinhos que não iria comparecer. Entende que isto não é “falta de comparência”, mas sim uma luta pela verdade desportiva.

 

 

Ponto DOIS - O recurso de anulação tem efeito suspensivo quando da decisão depende o prosseguimento de um clube em prova a eliminar, a sua qualificação para uma prova de competência ou a sua manutenção em prova que se encontre a disputar.

 

 

16.   A AJN foi informada por telefone na 6ªfeira, pelas 21h45, que a AFPG iria abrir os inquéritos, mas não suspender os castigos.

 

17.   A AJN não pode pactuar com estas ilegalidades, informou a AFPG que não tinha condições para participar em qualquer prova até que a verdade seja apurada.

 

18.   Todos os ofícios da AJN foram escritos e entregues nas devidas condições.

 

19.   Informamos a direcção do Montesinhos na 4ªfeira do nosso recurso e na 6ªfeira que não iríamos marcar presença na final.

 

20.    Aos U.Cano lamentamos o sucedido, e felicitamos pelo o grande jogo na Final da Taça Cidade-Berço, mas que neste caso nada podíamos fazer.

 

21.   A AJN, depois de tudo isto e de outros casos ainda pendentes na AFPG, que passamos a citar:

·         Caso “Torres”, o jogo foi em Dezembro de 2008 (por resolver)

·         Caso “agressões da claque da Valinha à carrinha da AJN”, no final do jogo “Valinha-AJN” (por resolver)

·         Caso “Chano”, onde a AFPG nunca esclareceu os sócios (restantes clubes), para defender o bom nome da AJN (neste caso, o Sr.Filipe resolveu a horas, estranho !!!)

·         Caso “Valinha-Matamá para a Taça Cidade-Berço”, a Valinha com campo interdito jogou em Polvoreira, freguesia a qual pertence.

(Regulamento da AFPG: 3.4 Os jogos dos clubes cujos campos se encontrem interditos por motivos disciplinares efectuar-se-ão em campo neutro, cabendo a AFPG a indicação do local e hora, nunca sendo a uma distância inferior a 10 km, sendo as custas a cargo de equipa castigada.)

·         Caso “Cano-Abação”, jogo da meia-final da Taça Cidade-Berço, que foi interrompido devido às agressões entre elementos das 2 equipas, mas que estranhamente ninguém viu, onde estavam equipa de arbitragem e delegado?

·         Caso “Cano-Abação”, Abação apresentou protesto da meia-final, mas realizou-se a final.

·         Caso “alteração do local da taça João da Silva Fernandes”, marcada inicialmente para Abação e que foi transferida para Aldão. (a AFPG teria medo de alguma coisa?)

 

22.   Por tudo isto questionamo-nos sobre a legitimidade da continuação de alguns membros e órgão da AFPG.

 

23.   Devido a todos estes pontos anteriores, a AJN entende que está final, nunca se deveria ter disputado. A AJN informou a AFPG, Cano e Montesinhos que não iria comparecer. Entende que isto não é “falta de comparência”, mas sim uma luta pela verdade desportiva.

 

AJNAJN

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:15

A.J NESPEREIRA FAZ COMUNICADO

por ., em 21.06.09

COMUNICADO

 

A direcção da AJN vem comunicar que não irá marcar presença nos 2 próximos jogos, “Supertaça” e “Taça João Silva Fernandes”.

 

A AJN não está em condições para marcar presença nestes 2 jogos, pois os castigos impostos por UM ÚNICO SENHOR DO CONSELHO DE DISCIPLINA DA AFPG, decididos em TEMPO RECORDE (nem a FIFA decide tão rápido), assim o ditaram. Direcção, jogadores e adeptos estão estupefactos e revoltados com tamanha decisão.

 

Os responsáveis por este castigo NUNCA ANTES VISTO NO FUTEBOL POPULAR, não tiveram o devido respeito por este clube, que tanto deu ao Futebol Popular de Guimarães.

 

A AJN já recorreu, e com base na LEI tentou a suspensão dos castigos, mas para o Conselho de Disciplina da AFPG, as LEIS da FPF, pelas quais a AFPG se rege, não interessam, pelo menos para este caso.

 

A Direcção da AJN, mais informa que tudo irá fazer para que a verdade seja reposta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:29

SUPER TAÇA "ZÉ MANUEL"

por ., em 17.06.09
NESPEREIRA ATITUDE ANTI - DESPORTIVA

 

Lamentável atitude da Associação Juvenil de Nespereira actual Campeão 2008-2009, ao não comparecer neste sábado em Montesinhos para jogar mais uma final, a Super Taça Zé Manuel, não é desta forma que se dirige um clube de Futebol com comportamentos anti-desportivos, depois da má imagem deixada em Atães este clube volta a ficar muito mal na fotografia ao fazer birra depois de ter conhecimento dos castigos aplicados pelo conselho de Disciplina da Associação de Futebol Popular, e se podiam ter alguma razão dos castigos aplicados pelo conselho de Disciplina neste momento perderam na totalidade, não foi a melhor maneira para demonstrar o desagrado, este clube que recentemente se sagrou Campeão perde o mérito que anteriormente lhe tinhamos atribuido, pela forma como encara o Desporto Amador, exigia-se mais dos dirigentes do Nespereira.

 

 

 

 

NESPEREIRA

 

 

UNIDOS DO CANO

CAMPEÃO 

   

       

Sábado dia 20 Junho de 2009 no Campo de Jogos do Montesinhos pelas 16 horas

 

 

 

CONSELHO DE DISCIPLINA COM MÃO PESADA

 

Final da Taça custou caro aos actuais Campeões do Futebol Popular, após o apito final do Arbitro Batista houve um sururu, com algumas pessoas ligadas ao Nespereira, tentando tirar explicações com arbitro da partida, o conselho de Disciplina aplicou multas pesadas aos possíveis intervinientes e ao clube.

 

Para visitar os castigos visite este link:

http://fil1969.com.sapo.pt/Conselho%20de%20Disciplina.pdf

 

 

ARLINDO COSTA FALTOU NA FINAL
TAÇA ENTREGUE PELO VICE - PRESIDENTE LÚCIO

Nada melhor que umas férias na Madeira para justificar a falta do actual Presidente Arlindo Costa na Final da Taça Cidade - Berço, neste tipo de jogos pedia-se mais ao Presidente da AFPG, mais respeito pela competição em questão e por ser uma final o orgão máximo devia estar presente para entregar a Taça ao vencedor da Prova, isso acabou por não acontecer, as funções foram delegadas ao vice - Presidente Lúcio.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:14

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2009

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930




Arquivos

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2008
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2007
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D